quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

The Pianist - Ballade No.1 in G minor Op.23 - Chopin


Uma das minas favoritas , a Balada nº 1 , Opus 23, em Sol Menor, de Chopin... Vejam-na no filme The Pianist , magníficamente enternecendo até coração de nazista!

Também, click no link com interpretação integral e impecável de Michiel Roosen :




quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

SINTO VERGONHA DE MIM -rolando boldrin

Sinto vergonha de mim!

Poesia de Cleide Canton

Sinto vergonha de mim!

"Por ter sido educadora de parte desse povo,

por ter batalhado sempre pela justiça,

por compactuar com a honestidade,

por primar pela verdade

e por ver este povo já chamado varonil

enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim

por ter feito parte de uma era

Que lutou pela democracia,

pela liberdade de ser

e ter que entregar aos meus filhos,

simples e abominavelmente,

a derrota das virtudes pelos vícios,

a ausência da sensatez

no julgamento da verdade,

a negligência com a família,

célula-mater da sociedade,

a demasiada preocupação

com o "eu" feliz a qualquer custo,

buscando a tal "felicidade"

em caminhos eivados de desrespeito

para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim

pela passividade em ouvir,

sem despejar meu verbo,

a tantas desculpas ditadas

pelo orgulho e vaidade,

a tanta falta de humildade

para reconhecer um erro cometido,

a tantos "floreios" para justificar

atos criminosos,

a tanta relutância

em esquecer a antiga posição

de sempre "contestar",

voltar atrás

e mudar o futuro.

'Tenho vergonha de mim

pois faço parte de um povo

que não reconheço,

enveredando por caminhos

que não quero percorrer...

Tenho vergonha da minha impotência,

da minha falta de garra,

das minhas desilusões

e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir

pois amo este meu chão,

vibro ao ouvir meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira

para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo

na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,

tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto ".

Rui Barbosa

Carl & Ellie- Uma vida de AMOR ! Real e triste, como ele.



(Clique de novo e imediatamente o vídeo será exibido).

Perfeito casamento com início, meio e fim... assim como tudo na vida ! Triste? Lindo... Pode enternecer-se até chorar. O amor sempre está no ar...Abreijos,
Nelson Antonio

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Whitney Houston is dead - We will always Love you Whitney


Há pessoas que não morrem... viram estrelas !

( Para ver agora clique, ao iniciar o vídeo , em ASSISTA NO YOUTUBE )



Versão quase sem instrumental para realçar a sua magnífica voz :
" A capella-ish version from Whitney herself-----It's extracted the Center sound file from the 5.1 surround sound from the movie The Bodyguard. You can hear Whitney's voice and the bass very clearly, and the instrumentals very softly in the background. I think this will get as acapella as it can get with this song. I loved her voice, WOW!"


I Will Always Love You




( Para ver o original aqui , ao iniciar o vídeo clique em ASSISTA NO YOUTUBE )


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Wando - Fogo e Paixão







Fogo e Paixão

Wando

Você é luz, é raio estrela e luar,
manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô
Você é sim, e nunca meu não, quando tão louca
me beija na boca e me ama no chão

Você é luz, é raio estrela e luar,
manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô
Você é sim, e nunca meu não,
quando tão louca me beija na boca e me ama no chão

Me suja de carmim,
me põe na boca o mel,
louca de amor me chama de céu, oh oh oh !
E quando sai de mim,
leva meu coração,
você é fogo eu sou paixão!