quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

A casa do Oscar...Chico Buarque

A casa do Oscar era o sonho da família. Havia o terreno para os lados da Iguatemi, havia o anteprojeto, presente do próprio, havia a promessa de que um belo dia iríamos morar na casa do Oscar. Cresci cheio de impaciência porque meu pai, embora fosse dono do Museu do Ipiranga, nunca juntava dinheiro para construir a casa do Oscar. Mais tarde, num aperto, em vez de vender o museu com os cacarecos dentro, papai vendeu o terreno da Iguatemi. Desse modo a casa do Oscar, antes de existir, foi demolida. Ou ficou intacta, suspensa no ar, como a casa no beco de Manuel Bandeira.
Senti-me traído, tornei-me um rebelde, insultei meu pai, ergui o braço contra minha mãe e sai batendo a porta da nossa casa velha e normanda: só volto para casa quando for a casa do Oscar! Pois bem, internaram-me num ginásio em Cataguazes, projeto do Oscar. Vivi seis meses naquale casarão do Oscar, achei pouco, decidi-me a ser Oscar eu mesmo. Regressei a São Paulo, estudei geometria descritiva, passei no vestibular e fui o pior aluno da classe. Mas ao professor de topografia, que me reprovou no exame oral, respondi calado: lá em casa tenho um canudo com a casa do Oscar.
Depois larguei a arquitetura e virei aprendiz de Tom Jobim. Quando a minha música sai boa, penso que parece música do Tom Jobim. Música do Tom, na minha cabeça, é a casa do Oscar. ( Chico  Buarque ) 
 
http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/chico-buarque-relata-admiracao-por-oscar-niemeyer/2279309/
  http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/videos/t/edicoes/v/veja-frases-marcantes-de-oscar-niemeyer/2279336/   
 
http://drnelsonantonio.blogspot.com/

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

FINADOS ...




FINADOS
nelson antonio


Meus mortos já não repousam  mais ali

Onde foram plantados e com lágrimas regados,

Em cada espaçonave de madeira que os vi partir

Levaram pedaços de minha alma arrancados...



Meus pais e os  seus pais , mil  parentes  e amigos

À sepultura solenemente desceram rumo ao infinito.

Hoje apenas  jazem  pedaços de seus ossos carcomidos

Embaixo de uma lápide com seus nomes sobrescritos.


A morte é implacável em sua sanha  voraz,

Como um animal que espreita o deslize de sua presa,

Sabe ser paciente,  aliada do humano tempo  tão fugaz.


E quando, soberbos,  nos julgamos seres imortais

Chega a  hora em que os ponteiros não correm jamais

E nos tornamos entre mil lápides um nome a mais!



                                                           Dª  Iracema e Dª Zê


Com meu carinho, tristemente
nelson antonio

Poema MORTO

     
     
        Poema MORTO 
           Nelson Antonio









                    02/11/2012



Dois de Novembro
Dia da Exumação da saudade
Dos que sempre me lembro
E repousam na Eternidade !

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

A bela velhice




A bela velhice

Há uma geração que está rejeitando estereótipos e criando novos
significados para o envelhecimento



No livro "A Velhice", Simone de Beauvoir, após descrever o dramático
quadro do processo de envelhecimento, aponta um possível caminho para
a construção de uma "bela velhice": ter um projeto de vida.

No Brasil, temos vários exemplos de "belos velhos": Caetano Veloso,
Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Chico Buarque, Marieta Severo, Rita Lee,
entre outros.

Duvido que alguém consiga enxergar neles, que já chegaram ou estão
chegando aos 70 anos, um retrato negativo do envelhecimento. São
típicos exemplos de pessoas chamadas "ageless" ou sem idade.

Fazem parte de uma geração que não aceitará o imperativo: "Seja um
velho!" ou qualquer outro rótulo que sempre contestaram.

São de uma geração que transformou comportamentos e valores de homens
e mulheres, que tornou a sexualidade mais livre e prazerosa, que
inventou diferentes arranjos amorosos e conjugais, que legitimou novas
formas de família e que ampliou as possibilidades de ser mãe, pai, avô
e avó.

Esses "belos velhos" inventaram um lugar especial no mundo e se
reinventam permanentemente.

Continuam cantando, dançando, criando, amando, brincando, trabalhando,
transgredindo tabus etc. Não se aposentaram de si mesmos, recusaram as
regras que os obrigariam a se comportarem como velhos. Não se tornaram
invisíveis, apagados, infelizes, doentes, deprimidos.

Eles, como tantos outros "belos velhos" que tenho pesquisado, estão
rejeitando os estereótipos e criando novas possibilidades e
significados para o envelhecimento.

Em 2011, após assistir quatro vezes ao mesmo show de Paul McCartney,
perguntei a um amigo de 72 anos: "Por que ele, aos 69 anos, faz um
show de quase três horas, cantando, tocando e dançando sem parar, se o
público ficaria satisfeito se ele fizesse um show de uma hora?". Ele
respondeu sorrindo: "Porque ele tem tesão no que faz".

O título do meu livro "Coroas" é uma forma de militância lúdica na
luta contra os preconceitos que cercam o envelhecimento. Tenho
investido em revelar aspectos positivos e belos da velhice, sem deixar
de discutir os aspectos negativos.

Como diz a música de Arnaldo Antunes, "Que preto, que branco, que
índio o quê?/Somos o que somos: inclassificáveis". Acredito que
podemos ousar um pouco mais e cantar: "Que jovem, que adulto, que
velho o quê?/ Somos o que somos: inclassificáveis".

MIRIAN GOLDENBERG é antropóloga, professora da Universidade Federal do
Rio de Janeiro e autora de "Corpo, Envelhecimento e Felicidade" (Ed.
Civilização Brasileira)

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Descarte de um coringa


                                    Descarte de um coringa

No jogo  desta vida imprevisível
Sou mera carta descartada sobre a mesa
Na vida dos que me usaram  com esperteza,
Em momentos em que fui presença imprescindível .

Metamorfoseado  em todos os naipes,   de Valete
Fiz-me Rei , Rainha e até  um Ás de Ouro ,
Enquanto hábeis  mãos como uma marionete
Manipulavam-me  de um lado para o outro.

Mas chega o dia  em que somos desimportantes,
Material barato e inútil que se joga  no lixo , 
E lançam-nos na frieza de um  cruel ostracismo.

Hoje,  decifrando  melhor a  vida, com conformismo
Sinto que meu presente nada mais é que meu passado:
 Sou  importante até tornar-me um coringa descartado !  



quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Clube Minas Gerais, meu Clube-Família

Clube  Minas Gerais, meu Clube-Família

( Ao meu primeiro neto  Paulo Henrique ,  sucessor ... do meu  sucessor ) 


Como é lindo meu  Clube Minas Gerais
Tal minha pátria, é da familia uma  extensão...
Por todos os seus cantos vamos  mais e mais
Fazendo novos amigos, tornando-nos irmãos !

Suas antigas árvores soberbas e altaneiras
Aos poucos veem os filhos  substituindo os pais...
Lembram-me de velhas amizades companheiras
Eternas na memória que os tempos não trazem mais.

No imenso divã  verde atapetado  de seus campos
Desfilam  céleres as mais primitivas das emoções
Em  gritos, choros, rezas e até  mesmo palavrões ! 

E eu , envelhecido, que ali  corro  desde garoto,
No lusco -fusco  da  vida clubística, digo  em prantos :
 - Só deixo  do meu Clube quando  estiver morto! 


sábado, 11 de agosto de 2012

Pobre coração minado e agora na escuridão...

Obrigado aos que mais uma vez pensam em mim , aos que falam aos seus deuses por mim, aos que me tocam na residência da minha alma : meu coração. Foram estes com suas palavras doces, cheias de gentileza e generosidade, que me levantam e hoje fazem-me mais FELIZ, em tentativa de total e plena recuperação , dos meus olhos e do meu coração, ambos minados... mas resilientes ! O amor, como disse-me uma amiga querida, é o que me resta para renovar mais uma etapa da minha vida... até q
uando Ele quiser.E Ele há de querer ...
Obrigado, de coração. E de olhos lacrimejados e dodói...

PS - Todos vocês a quem eu sou grato estão lá no meu coração, além dos meus cinco stents! São minhas escoras emocionais. Estarei bem vendo através dos olhos e do coração de vocês, meus amigos ! nelson antonio

Ainda tento e posso ler seus emails ... mesmo que não os possa lerei pela alma !
drnelsonantonio@gmail.com









" Já andei por tantas terras, ja venci mil guerras, ja levei porradas, dominei meu medo, ja cavei trincheiras no meu coraçao... "

Já perdi, e fui perdido , por tantas pessoas bonitas que têm o coração amarrado, condicionado a outro coração e por isto perdem a capacidade de sonhar e de existir, como duas águias amarradas pelos pés... sem poderem voar pelo céu da Li
berdade ! Ah como me fazem falta. Ah ....como fazem falta a si mesmas! Eu que sou um coração minado , implodido pela intolerância ... e pela crueldade nossas com a afeição que lhes dávamos em gratuidade e incondicionalidade ... mas que , ambos, não soubemos resgatar
das profundezas abissais de nossas almas egoístas que se perderam no dobrar das esquinas de nossas vidas ! Ficaram saudades bonitas do quanto fomos felizes sem o saber... enquanto fomos ! Ah...coração minado.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Virtualino






VIRTUALINO

Nelson Antonio


Corre aflita, derrubando filhos, cachorros, marido... pela casa adentro .
Pra ligar o computador, desesperada e como sempre necessitada, para ver logo sua florzinha verde brilhante a denunciar : On-Line no ICQ.
-Sim, quer um chat com ele, o Virtualino, logo-logo , pra ontem !!!...
Enquanto a máquina vai acordando, sonolenta, como que se espreguiçando, abrindo mil besteiras na sua área de trabalho repleta ( bolsa de mulher e área de trabalho ....Ah !....quanta semelhança ....), empurra pra dentro um sanduíche enorme de saudades goela abaixo, com uma Coca-Cola gelada de ansiedade, derramando amarronzados em sua blusa branca posta há pouco.
Depois dessa lenga-lenga toda, finalmente aquele hediondo apito de trem da inicialização do ICQ ecoa pela casa toda : ela está conectada a 46.666 bps , sem banda larga que o marido não paga nem por decreto pois tem um ódio da maldita Internet da mulher !
Coloca sua senha ultrasecreta ( cheia de # e asteriscos , mil sinais loucos que lê da cola , bem escondidinha no sutiã 42 apertado ) e a florzinha yellow - green - red girando, girando... enquanto seu coração pula pela boca àfora, sobressaltado....
Mas, de repente , cadê o Virtualino que se esconde atrás de uma florida DND ( Do not Disturbe ) maldita, criando um muro impenetrável entre eles dois ?
Fica ali, bestificada, esparramada pela cadeira giratória, sabendo-o alí On-Line , bandido !, traidor !, Zé Galinha galinhando com todas as gentes do mundo...menos ela !
Pensa nervosamente : maldito amor virtual que faz sua raiva ser REAL, irracionalidade por se fazer de besta, traindo a tudo , a todos e a si mesma ! E logo ela que não acreditava em coisas da Internet estava agora vício-apaixonada perdidamente neste jogo das ilusões.
Mas de repente, pluft ! , ele entra On-Line. Vem aquele familiar toc-toc e a voz esganiçada daquela cabritinha do ICQ a lhe chamar ( seria um pato morrendo , pássaro engasgado ?... " Qual-qual....qual-qual... ", no som indefectível da campanhia de chamamento do ICQ ).
Numa mensagem com direito a fundo rosa dos amantes virtuais, antecedida com uma carinha de anjinho sapeca, ele tecla em marinho :
- Oi, cê tá aí ? Psssiu !....
E ela, espavorita, cúmplice, trocando tudo que é letra, responde :
- Hooooiiii !... Tô aqui sim !....É você mesmo, Virtualino ?
E lá vão eles , então, meninos, aflitos, inocentes, soltos, a brincar de gostar !...
Adolescendo -se !...
Realmente, iludidos um do outro como todos nós, os amantes virtuais !...

domingo, 3 de junho de 2012

Ser poeta...um ser, poeta !




Ser poeta

nelson antonio

em 30-05-2012



Ser poeta é tentar recriar o mundo

Como se dele nada existisse...

É ver numa poça d'água um abissal profundo

Com uma lua dentro enclausurada e triste ...



Ser poeta é sentir o frescor perfume

Que exala dos sonhos inocentes de uma menina

É sorrir dos nossos próprios queixumes,

É chorar quando a alegria alheia nos desatina...



Ser poeta é padecer de todo o mal

De uma dor inventada mas tão real,

É fazer unhas numa mão já amputada!



Pra ser poeta há de se ser só coração

Ser cego e surdo aos reclames mudos da razão

Pois ser poeta é se amar só e mais nada !


.

" Tenho todos os defeitos do mundo. O pior deles, ser loucamente poeta."
nelson antonio

domingo, 27 de maio de 2012

Adele - Someone Like You [legendas em español + ingles]



Esta canção me encanta... como uma serpente que me hipnotiza e me pica mortalmente o coração sentimental!Gostar de pessoas casadas é casar-se com o sofrimento . Você passa a ser apenas uma irresponsável opção divertida para o outro e, no fundo, termina só e na desilusão. Aprenda a estar em um relacionamento sério consigo mesmo: AME-SE !!! Não deixe as pessoas lhe usarem!

Someone Like You ( versão da cantora Adele )

I heard that you're settled down
That you found a girl and you're married now
I heard that your dreams came true
Guess she gave you things, I didn't give to you

Old friend
Why are you so shy
It ain't like you to hold back
Or hide from the light

I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn't stay away, I couldn't fight it
I hoped you'd see my face and that you'd be reminded
That for me, it isn't over

Never mind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you, too
Don't forget me, I beg, I remember you said
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead, yeah

You'd know how the time flies
Only yesterday was the time of our lives
We were born and raised in a summery haze
Bound by the surprise of our glory days

I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn't stay away, I couldn't fight it
I hoped you'd see my face and that you'd be reminded
That for me, it isn't over yet

Never mind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you, too
Don't forget me, I beg, I remember you said
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead, yeah

Nothing compares, no worries or cares
Regrets and mistakes they're memories made
Who would have known how bitter-sweet this would taste

Never mind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you, too
Don't forget me, I beg, I remembered you said
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead

Never mind, I'll find someone like you
I wish nothing but the best for you, too
Don't forget me, I beg, I remembered you said
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead
Sometimes it lasts in love
But sometimes it hurts instead, yeah, yeah

Alguém Como Você

Eu ouvi dizer que você está bem
Que você encontrou uma garota e agora está casado
Eu soube que seus sonhos se tornaram reais
Acho que ela lhe deu coisas que eu não lhe dei

Velho amigo
Por que você está tão tímido?
Não é sua cara se conter
Ou se esconder da luz

Eu odeio aparecer do nada, sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar
Eu tinha esperança de que você me olhasse e se lembrasse
De que pra mim, não acabou

Não importa, eu vou encontrar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês dois
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca

Você deveria saber como o tempo voa
Apenas ontem foi o melhor tempo das nossas vidas
Nascemos e nos criamos numa neblina de verão
Unidos pela surpresa dos nossos dias de glória

Eu odeio aparecer de repente sem ser convidada
Mas eu não pude ficar longe, não consegui evitar
Eu tinha esperança de que você veria meu rosto e que você se lembraria
De que pra mim não acabou

Não faz mal, eu vou encontrar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês dois
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca

Nada se compara, não se preocupe ou se importe
Arrependimentos e erros são produzidos pelas lembranças
Quem poderia adivinhar o gosto amargo-doce que isso teria?

Não faz mal, eu vou encontrar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês dois
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca

Não faz mal, eu vou encontrar alguém como você
Não desejo nada além do melhor para vocês dois
Não me esqueça, eu imploro, eu lembro do que você disse:
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca
Às vezes, o amor dura
Mas, às vezes em vez disso ele machuca

domingo, 1 de abril de 2012

Tema de Abertura - AMOR ETERNO AMOR - Leva-me Pra Lua - Ana Caram - Lege...

Mais uma novelinha espiritual ...para animar nossas alminhas ao findar o dia. Pena que não dá IBOPE ...


quinta-feira, 8 de março de 2012

"Ainda Bem" Marisa Monte - Clipe Oficial

Marisa e Anderson - a bela e a fera... lindo momento e poesia pura !
nelson antonio


sábado, 3 de março de 2012

Joe Cocker - You Are So Beautiful (Live-HQ)


You are so beautiful

You are so beautiful to me
You are so beautiful to me
Can't you see
Your everything I hoped for
Your everything I need
You are so beautiful to me

Such joy and happiness you bring
Such joy and happiness you bring
Like a dream
A guiding light that shines in the night
Heavens gift to me
You are so beautiful to me

CLIQUE AQUI NO VÍDEO , O YOUTUBE ASSIM RECOMENDA ...

sexta-feira, 2 de março de 2012

Nightingale Serenade ( canarinho em serenata)


Deus é a Natureza... a música é uma expressão de Deus através também de seus pássaros. Feche os olhos, ouça e sonhe pois esta página é um sonho lindo de AMOR! nelson antonio

Créditos:

Autor: Enrico Toselli, 1883-1926 Italy, the piece his Serenata No. 1, opus. 6

The bird is the Nightingale Luscinia megarhynchos.






quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

The Pianist - Ballade No.1 in G minor Op.23 - Chopin


Uma das minas favoritas , a Balada nº 1 , Opus 23, em Sol Menor, de Chopin... Vejam-na no filme The Pianist , magníficamente enternecendo até coração de nazista!

Também, click no link com interpretação integral e impecável de Michiel Roosen :




quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

SINTO VERGONHA DE MIM -rolando boldrin

Sinto vergonha de mim!

Poesia de Cleide Canton

Sinto vergonha de mim!

"Por ter sido educadora de parte desse povo,

por ter batalhado sempre pela justiça,

por compactuar com a honestidade,

por primar pela verdade

e por ver este povo já chamado varonil

enveredar pelo caminho da desonra.

Sinto vergonha de mim

por ter feito parte de uma era

Que lutou pela democracia,

pela liberdade de ser

e ter que entregar aos meus filhos,

simples e abominavelmente,

a derrota das virtudes pelos vícios,

a ausência da sensatez

no julgamento da verdade,

a negligência com a família,

célula-mater da sociedade,

a demasiada preocupação

com o "eu" feliz a qualquer custo,

buscando a tal "felicidade"

em caminhos eivados de desrespeito

para com o seu próximo.

Tenho vergonha de mim

pela passividade em ouvir,

sem despejar meu verbo,

a tantas desculpas ditadas

pelo orgulho e vaidade,

a tanta falta de humildade

para reconhecer um erro cometido,

a tantos "floreios" para justificar

atos criminosos,

a tanta relutância

em esquecer a antiga posição

de sempre "contestar",

voltar atrás

e mudar o futuro.

'Tenho vergonha de mim

pois faço parte de um povo

que não reconheço,

enveredando por caminhos

que não quero percorrer...

Tenho vergonha da minha impotência,

da minha falta de garra,

das minhas desilusões

e do meu cansaço.

Não tenho para onde ir

pois amo este meu chão,

vibro ao ouvir meu Hino

e jamais usei a minha Bandeira

para enxugar o meu suor

ou enrolar meu corpo

na pecaminosa manifestação de nacionalidade.

Ao lado da vergonha de mim,

tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!

"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto ".

Rui Barbosa

Carl & Ellie- Uma vida de AMOR ! Real e triste, como ele.



(Clique de novo e imediatamente o vídeo será exibido).

Perfeito casamento com início, meio e fim... assim como tudo na vida ! Triste? Lindo... Pode enternecer-se até chorar. O amor sempre está no ar...Abreijos,
Nelson Antonio

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Whitney Houston is dead - We will always Love you Whitney


Há pessoas que não morrem... viram estrelas !

( Para ver agora clique, ao iniciar o vídeo , em ASSISTA NO YOUTUBE )



Versão quase sem instrumental para realçar a sua magnífica voz :
" A capella-ish version from Whitney herself-----It's extracted the Center sound file from the 5.1 surround sound from the movie The Bodyguard. You can hear Whitney's voice and the bass very clearly, and the instrumentals very softly in the background. I think this will get as acapella as it can get with this song. I loved her voice, WOW!"


I Will Always Love You




( Para ver o original aqui , ao iniciar o vídeo clique em ASSISTA NO YOUTUBE )


sábado, 11 de fevereiro de 2012

Wando - Fogo e Paixão







Fogo e Paixão

Wando

Você é luz, é raio estrela e luar,
manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô
Você é sim, e nunca meu não, quando tão louca
me beija na boca e me ama no chão

Você é luz, é raio estrela e luar,
manhã de sol, meu iaiá, meu ioiô
Você é sim, e nunca meu não,
quando tão louca me beija na boca e me ama no chão

Me suja de carmim,
me põe na boca o mel,
louca de amor me chama de céu, oh oh oh !
E quando sai de mim,
leva meu coração,
você é fogo eu sou paixão!

domingo, 15 de janeiro de 2012

Não tenho tempo...tenho que fazer as coisas acontecerem!



"Não tenho tempo para odiar quem me odeia, não tenho tempo para brigar com quem não me entende, não tenho tempo para me preocupar com quem não se importa comigo, sabe porque ? Porque eu estou ocupado amando quem me ama, falando com quem me entende e lutando por aqueles que ainda se importam comigo. A vida é muito curta para ser jogada fora com pessoas vazias e sem princípios." Renato Russo



"There are people who make things happen, there are people who watch things happen, and there are people who wonder what happened. To be successful, you need to be a person who makes things happen."
" Há pessoas que fazem as coisas acontecerem, há pessoas que veem as coisas acontecerem, e há pessoas que perguntam o que aconteceu. Para ser bem sucedido, você precisa ser uma pessoa que faz as coisas acontecerem " James A . Lovell ( astronauta que comandou a Apollo 13 )