quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Descarte de um coringa


                                    Descarte de um coringa

No jogo  desta vida imprevisível
Sou mera carta descartada sobre a mesa
Na vida dos que me usaram  com esperteza,
Em momentos em que fui presença imprescindível .

Metamorfoseado  em todos os naipes,   de Valete
Fiz-me Rei , Rainha e até  um Ás de Ouro ,
Enquanto hábeis  mãos como uma marionete
Manipulavam-me  de um lado para o outro.

Mas chega o dia  em que somos desimportantes,
Material barato e inútil que se joga  no lixo , 
E lançam-nos na frieza de um  cruel ostracismo.

Hoje,  decifrando  melhor a  vida, com conformismo
Sinto que meu presente nada mais é que meu passado:
 Sou  importante até tornar-me um coringa descartado !  



2 comentários:

  1. Muitos não a entenderam... em momentos até eu. A verdade é que um Coringa é a peça melhor de um jogo....e se é descartada a gente sofre demais. Um Coringa jogado sobre a mesa só fiz isto para pegar o " morto " e depois bater...num Buraco( Canastra ). Tive dó de meu valioso Coringa na mesa... por isto veio agora a Poesia . Há pessoas que nos descartam após usar-nos ... também isto me cala muito. No baralho da vida tudo é um jogo. Perde aquele que não se ama acima de tudo e de todas as coisas. Eu me amo! Depois me derramo sobre quem eu amo.e sou FELIZ!

    ResponderExcluir