quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Tempos de Natal







Tempos de Natal


Nelson Antonio


Natal, que teria isto a ver comigo
Que já não sou mais uma criança
Perdí pela vida até a esperança
De encontrar fora de mim um Amigo...

Natal, tempo comercial de gente rica
Comprando avidamente mil ilusões
Repletando de gorduras obesos corações
Enquanto o pobrezinho mais se mortifica

Esquecemos que Jesus saiu de Seu Céu
E resplandeceu em todo o Seu apogeu,
Acolhido naquela simples e morna palha

Para ver aos homens, empavonados de vaidade,
Que a grandeza de Deus se fez na humildade
E a grande justiceira social é a terra, nossa mortalha! ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário