sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Infinitude ( Museu ...da Alma )







 "Faça da sua ausência o bastante
para que alguém sinta a sua falta,
mas não prolongue-a demais
para que esse alguém não aprenda
a viver sem ti."

Infinitude
( Museu...da Alma )

NelsAntonio

( às pessoas que amei  e se amaram em mim )

 Beagá em 06/12/2014








Guarda de cada Amor  que tiveste 
Como se guarda uma flor num livro

Amanhã,  mesmo ressequida e inerte,

Há de lembrar - nos de momentos vivos !


Poemas, canções , cartas sem sentido...
Trapos de lembranças amorosas
Cobrem nossa alma qual um vestido
Agasalhando-a em emoções ardorosas.

Se nada reténs  do muito que se amou
Encha teu coração de lembranças vívidas
Pense em alguém que se foi  sem ir embora .

Pois o verdadeiro Amor  dá-nos   uma eterna glória 
Se transmuta  em nós numa saudade tão bonita
Do que,  se não pôde ser ,  ser-nos-á infinitude agora !





 O Homem é Eterno enquanto sua memória permanece


" O primeiro Amor que entra no coração é o último que sai da memória"
 ( Petti -Senn ) 





O amor é chama...


 " Que não seja imortal posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto  dure... " 
( Vinícius de Moraes )







5 comentários:

  1. De que vale querer-te como te quero se até o calor desse verão doí em mim,
    teu nome deixa minhas mãos cansadas nesse abcedário sem fim, que nunca chega a ser um poema. O desordem das letras me desconcerta, a prosa foge de vergonha ao não te nombrar e essa é a pior forma de sentir saudade...a negação contínua que salta de extremo a extremo e fica na metade de um adeus e na perpetuidade de um *te amo*. Te necessito tanto que já nem sinto medo da solidão de dezembro que anuncia as chuvas de janeiro e adianta o tempo frio que congela meus ossos e me faz vazia entre as estrofes que hoje fico te devendo!

    ResponderExcluir
  2. " Tem gente que nasce poesia !" ( Manoel de Barros )

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo:
    Vc é um grande poeta! Coloco em meu blog sua poesia.
    Bjs.
    Luiza ( Maria Luiza Teles - escritora de Montes Claros )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Luíza Silveira Teles, minha escritora favorita, fiz algumas adequações no meu soneto. Sinto-me muito honrado com seu comentário gentil e amigo, além da inserção no seu Blog . Do amigo,
      nelson antonio

      http://muitoalemdemim.blogspot.com/2009_07_01_archive.html

      http://mluizateles.blogspot.com/2010/07/soneto-mulher-idosa.html

      http://mluizateles.blogspot.com/2010/03/confiteor.html#comment-form

      http://mluizateles.blogspot.com/2010/02/saudades.html


      Excluir
  4. Obrigada dr.Nelson por lembrar de mim enviando este soneto.
    Belo e comovente.
    Um bom Domingo. Beijo, Maria Mathilde

    ResponderExcluir