quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Por uma revolução pacífica na Medicina Brasileira - Dr Vicente Andrade







Dr. Vicente Andrade

Endocrinologista






( comentando no Grupo Dignidade Médico do Facebook no qual me insiro )



Esta frase vicentina é um slogan de vida médica com dignidade :
" Então, meu amigo, pare de reclamar e dê um choque de qualidade no seu atendimento!!Se todos fizermos isso, inclusive os médicos do SUS, faremos uma revolução na Medicina em nosso país."

Sinceramente, o texto do Vicente Andrade balança qualquer um que tenha um mínimo de sensibilidade e de discernimento. Deveria ser afixado em todos os consultórios médicos do país tal a magnitude do excelente e divinal texto do colega médico. Parece que ouvi Hipócrates e Epicuro sorrirem ,agradecidos, em suas tumbas mortuárias! O texto foi a coisa mais importante que apareceu em todos os grupos médicos nos últimos tempos.







POR UMA REVOLUÇÃO PACÍFICA NA MEDICINA BRASILEIRA

Vicente Andrade - Endocrinologista / PR



Você é um médico à jato e reclama da desvalorização dos honorários médicos?Você nem olha para os olhos do seu paciente, mas reclama que o paciente não sabe nem sequer o seu nome, não é mais seu, "ele é do plano de saúde"?Ao terminar sua consulta, você não sabe qual era a profissão do paciente, ou se é casado ou tinha filhos, ou se morava em... casa ou apartamento, ou se ele tinha um jardim com flores, ou uma horta no quintal, ou se ele tinha animal de estimação, nem com quantas pessoas ele morava, ou se ele tinha filhos, netos e bisnetos, nem se sua vida estava atualmente muito tranqüila ou estava um inferno, se ele tinha um hobby ou se fazia exercícios físicos regularmente mas, terminada a consulta, você teve uma sensação dúbia de realmente tê-la realizado?Você marca um paciente a cada 20 minutos, faz encaixes e atende emergências entre eles - mas reclama que os pacientes estão sempre reclamando de barriga cheia e só o escolhem por que seu consultório fica perto da sua casa ou trabalho, ou porque o médico que o atendia pelo plano saiu, o abandonou?Sua sala de espera está sempre lotada, você chega sempre atrasado para iniciar o expediente, está sempre atrasado e descabelado, e suas secretárias parecem sempre estressados e estão acostumadas, por isso mesmo, a tratar seus pacientes como se seu consultório fosse uma repartição pública de quinta categoria? Suas secretárias estão sempre sérias e olhando para baixo, nunca sorriem, nunca tem um gesto ou palavra de gentileza, e vocês todos acham que tem que ser assim mesmo, que recepcionista não tem que recepcionar nem ser receptiva?Você se tornou nos últimos anos um médico rápido e objetivo, muito objetivo, extremamente objetivo, objetivo até demais, tão objetivo que faz anamneses telepáticas, exames físicos apenas de inspeção, e à distância de uma escrivaninha, e sua consulta tem como sua parte mais demorada o período em que você está redigindo os exames complementares nas guias específicas, tão rapidamente e com tanta pressa que sua letra é ilegível, e você reclama quando, neste momento, o paciente o interrompe, abruptamente, e pede para incluir todos os exames possíveis e imagináveis, pois ele paga uma fortuna na mensalidade do plano de saúde e, portanto, tem que “aproveitar”? Realmente, você sente que o que recebe dos planos de saúde justifica tudo isso, e que não existe outra maneira de fazer as coisas, embora, lá no fundo, você sinta que nem sempre fez as coisas assim, e que não foi nada disso que você aprendeu na Faculdade de Medicina.Então, meu amigo, pare de reclamar e dê um choque de qualidade no seu atendimento!!Se todos fizermos isso, inclusive os médicos do SUS, faremos uma revolução na Medicina em nosso país.Atenda pacientes novos em consulta de 40 minutos, retornos em consultas de 30 minutos, ou, siga o bom-senso, e demore-se o tempo que for necessário, de acordo com a necessidade de tempo de cada caso. Faça sempre anamnese e exame físico completos em todos os retornos, sem se preocupar com o tempo, mesmo que tenha quase certeza de tudo que você encontrará nele. Negue-se a fazer encaixes, extras e consultas de emergências - lembre-se de que seu consultório é de "consultas eletivas", portanto, tenha um Pronto Atendimento e seus plantonistas como parceiros para encaminhamentos de urgências e emergências, além de um hospital para internamentos, e seus internistas com seus celulares ao alcance do seu telefone.Ao atendermos bem todos os pacientes sem exceção, criaremos uma enorme demanda reprimida, filas gigantes nas agendas de todos os médicos - mas por um motivo nobre e completamente justificável: por nos negarmos a atender em nosso consultório "a toque de caixa".Concomitantemente, descredencie-se progressivamente de todos os convênios que tiverem pouca importância em seu movimento, em ordem crescente, até sair de todos se puder, ou reduza a oferta de vagas a consultas por convênio a 2 dias por semanas, comunicando, por escrito, a todos os convênios e cooperativas que atende, registrando e guardando uma cópia do aviso. Ao mesmo tempo, abra ofertas de vagas para consultas particulares, na mesma proporção em que reduziu as vagas para convênios, usando-as o paciente que quiser, pacientes conveniados idem, assinando um termo de responsabilidade de opção livre e esclarecida, assumindo, assim, livremente, o ônus da consulta em caráter particular. Os pacientes conveniados que optarem por aguardar sua consulta obviamente terão toda liberdade e autonomia em fazê-lo. Os descontentes que reclamem por escrito ao CRM, à ANS, ao PROCON, ao Ministério Público, enfim, que busquem os seus canais de reclamação. Agindo com transparência, publicidade, previsibilidade, e visando exclusivamente as consultas eletivas em consultório, ou seja, garantindo atendimento de urgência e emergência, o médico nada tem a temer.Os médicos se negarão, deste dia em diante, a fazer o serviço sujo de atender mal e porcamente os seus pacientes, obrigados pela coação financeira dos honorários vis pagos pelas operadoras.As operadoras que quiserem manter esse tipo de atendimento que contratem médicos com carteira assinada, talvez então poderão obrigá-los a trabalhar nas condições que quiserem.Médicos apenas credenciados ou referenciados não são obrigados a se submeterem às condições degradantes ora impostas. Eles tem liberdade de dividir sua agenda como bem entender, desde que comuniquem as operadoras e pacientes previamente. Se assim agirem, se fizerem isto, dando um choque de qualidade no atendimento médico, eles estarão fazendo uma verdadeira revolução pacífica na Medicina brasileira.

Um comentário:

  1. Dr. Nelson, está muito lindo na foto! Qto ao texto... excelente! E como o conheço, sei bem que é do tipo de médico digno, que ama a profissão e tem por todos muito carinho!
    Que DEUS lhe abençoe as mãos e que Maria Santíssima esteja sempre ao seu lado... digo isso pq sei que crê, mesmo qdo diz que não... :-)

    Meu beijo,
    Dré
    *

    ResponderExcluir