terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Amor-Paixão





Amor-Paixão


nelson antonio


Pra que tentar negar esse amor gostoso,
se é tudo o que nós queremos e podemos ter...
Pra que tentar esconder, se é tudo o que queremos viver...

Pra que negar pra vida tudo o que sonhamos e

tudo que a vida nos dá...se no fim só nos resta o pó...

Pra que negar pro corpo e pra alma esse sentimento que tanto nos dá prazer...

Pra que negar pro mundo e pra gente, que vc precisa de mim como eu preciso de vc ?

Só quem viveu entende: Amor proibido...

Mexe com a essência da gente,

Com a libido.

Tudo fica mais excitante

No encontro escondido:

O coração bate forte ,

O rosto cora

Num simples toque de mão.

Não há quem suporte

A emoção da primeira vez.

É emoção demais,

Mistura de medo e paixão.

Arrependimento jamais.

Os sentimentos saltam aos olhos,

As palavras saem entrecortadas,

Parece que o mundo inteiro

Vai descobrir esse pecado.

Mas com tanto amor assim

Com certeza seremos perdoados...

Afinal, amar, quão belo é amar... Só as grandes almas podem e sabem amar.

O amor é ternura infinita ... o amor é a
vida que palpita em cada átomo ou célula do nosso corpo,
como palpita em cada Sol.
O amor não se pode definir, porque é a Divina Mãe do
Mundo; é aquilo que advém a nós quando estamos realmente
enamorados.
O amor é sentido no fundo do coração, é uma vivência
deliciosa, um fogo que consome; é vinho divino, delírio
para quem o bebe.

Um simples lencinho perfumado, uma
carta, uma flor, promovem no fundo da alma tremendas
inquietudes íntimas, êxtases exóticos, voluptuosidade
inefável.
Ninguém jamais pôde definir o amor , tem-se que vivê-lo,
tem-se que sentí-lo.

Só os grandes enamorados sabem realmente o que é isso que se chama Amor.

Um Amor-Paixão!...

Nenhum comentário:

Postar um comentário