sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Tele...some!


Tele...some !

nelson antonio

Atendo o telefone sorrindo
Pois sei que do lado de lá,
Espreguiçando-se para o novo dia vindo
Sua voz há de me dizer : - Bom dia ! Olá!

E falaremos de bobagens idas
Coisas que enlevam nossas almas de manhã
Entrelaçando nossos caminhos, nossas vidas
Num Amor real, impregnado de carinho...

Mas eis que de repente nos asustamos!
Não somos nós que estamos em sintonia
Pois quem nos atende é voz de estranhos .

Então me calo, desligo apressado
E vejo pasmo o paradoxo que se cria:
Desalinhava o Amor, a linha que antes nos unia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário