domingo, 12 de dezembro de 2010

Pra ser Feliz!


Pra ser Feliz!

nelson antonio


Ah se eu não fosse médico e ser orgânica esta necessidade de ajudar as pessoas!... Ah se esta prepotência fosse embora de mim... e eu pudesse falar de mim, chorar num ombro de tia , dizer que estou meio perdidinho na vida, cansado de tudo e de ( quase ) todos. Que estou cansado desta conversa fiada e mole de socializar-me apenas por educação, sem sentido algum pra mim, de todos me verem apenas num doutor... e não uma pessoa cansada, com trocentas noites aflitas e indormidas, sem uma mulher que me olhe na alma e fale comigo um bom dia /boa tarde/boa noite há séculos, esta ausência eterna de amigos que nem me gozam mais quando retoco meus pêlos embranquecendo ou quando meu Galo perde indecentemente feio. Como é ruim a gente querer gostar de alguém que não seja a gente. E saber tristemente ( para mim) que ela está em outra otimamente feliz e realizada. Reatada...com ela. A vida.
Sabe de uma coisa, às vezes tenho vontade de não mais me ser.
Mas o maldito telefone está tocando mais uma vez e alguém precisa de mim.
E lá vou eu...fazer o que for necessário!
Pra ser Feliz!
nelson antonio
em 2008
num dia qualquer de junho
em tantas horas e alguns minutos

Nenhum comentário:

Postar um comentário