domingo, 12 de dezembro de 2010

Dia das mães




Dia das mães

Dr. Nelson Antonio

Tinha 7 anos e pouquinho
Dia das mães e meu elefantinho, de dcalque,
Perdeu, nas minhas mãos ionocetes e desajeitas,
A sua cabecinha.
Valeu meu beijinho de menino terno,
Nauqele subscrito cheio de desaponto, no anverso.
Mesmo guardado na gaveta há meio século
Ainda tenho o mesmo cuidado do menino que fui,
Também na vida muita coisa de ilusão
Ficou sem cabeça, sem nexo, feio e desajeitado.
Mas Deus sabe como construí tão lindo
Aquele sonho sonhado
E cortado ao meio pelo Destino !...
1/5/1953

Nenhum comentário:

Postar um comentário