domingo, 12 de dezembro de 2010

Minhas pessoinhas queridinhas que já partiram , encantadas !


Minhas pessoinhas queridinhas que já partiram , encantadas !

"As pessoas não morrem, ficam encantadas "( Gumarães Rosa )

Nelson Antonio
25 de dezembro de 2009
Há pessoas que já nascem flores ... e morrem murchas em poucos dias após colhidas e ofertadas!
Você foi uma delas. Vicejou em nossas vidas, nos coloriu com sua presença , depois foi colhida para os planos elevados de Nosso Senhor, hoje resta esquecida e escondida num frio porta-retratos num canto da sala, ou engavetada , e nem mais se fala em você por aqui. Virou uma saudade besta e sem sentido. Mas eu me lembro muito de você, pessoinha queridinha, pois a sua morte não foi minha maior perda mas o que morreria dentro de mim se eu não te amasse mais e não venerasse meus mortos-vivos, meus encantados.
Por aqui hoje comemorou-se o mentiroso e inventado dia "25 de dezembro" do nascimento de Jesus Cristo, na velha fanfarra de sempre: comida pra bedéu, muito álcool, gritaria e risadas histérica em berros alucinados , presentes comercial e obrigatoriamente trocados entre nós... alguns foram até esquecidos, os que habitam as marquises da vida. É praxe. Não ví ninguém falar de você. Você tornou-se invisível para todos. Sua cadeira estava sendo tomada de assento por outra pessoa que, invadindo seu espaço, tomou como um posseiro a lembrança de sua presença viva entre nós. E roubou sua saudade...
Isto é triste. Mas há maior tristeza que sabermos que esta vida é tão efêmera como os sentimentos que a tornaram suportável e lhe davam sentido?
Por isto, minhas pessoinhas queridinhas que já partiram, minha avó cantadeira , minha mãe romântica incansável, minha sogra -flor mimosa que ainda me perfuma de amor ainda que de saudades imorredouras., meus tios cantores , meu cunhado maravilhosamente amigo e solidário mesmo em meus erros , meus pais ( tive três, todos enamorados pela minha mãe ) , meus amigos sinceros e os falsos, meus aparentados e mesmo meus amores findos, eu me desculpo por todos por esquecerem-se de vocês. Tento resguardar neste falar patético e meio mórbido o quanto eu os amo, amei e ainda amarei enquanto viver.Pois vocês fazem parte de mim e são tudo na minha história de vida.
Adoro pensá-los. E no Natal o meu maior presente é repensar suas falas, reavivá-los dentro de mim, talvez até chorar uma lágrima sentida de saudade.
E que não venham estes psicanalistas medíocres chamarem-me de masorquista.
Só quem os amou verdadeiramente sabe a Felicidade que ficou aqui em meu coração. Pois a gente só tem saudade daquilo que nos deixou felizes algum dia.E vocês são uma saudade muito bonita dentro de mim. E cada um levou consigo um pouquinho de mim.
Com meu amor , num coração partido com vocês ,morto de saudades,
Fiquem com Deus.
Aguardem-me.
Aqui não demoro.
Tudo tá muito ruim.
E sem sentido algum.
Já era...


nelson antonio
médico penado de almas...penadas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário