domingo, 12 de dezembro de 2010

Amores condicionados, amores findos


Amores condicionados, amores findos


Nelson Antonio



Temos o péssimo hábito de criarmos amores condicionados.
Ou seja, eu te amo
...mas você tem que me amar também.
... tem que satisfazer meus desejos
... tem que viver só para mim.
... tem que ser só meu amor.
... tem que só ter olhos para mim
... não pode olhar para mais ninguém.
... só desejar a mim.
...tem que ser meu escravo.
... não pode viver sua própria vida.
... tem que se anular.
... tem que ser a minha metade.
...mas só eu serei a tua outra metade.
...mas nossos sexos são exclusivos um do outro.
...mas nossos pensamentos serão sempre os mesmos.
...mas temos que ser almas gêmeas.
Eu te amo mas... mas... mas... e mas. E assim, ele se finda por si mesmo.Asfixiado no mas...
O amor verdadeiro é incondicionado: nasce sem pedir, morre sem querer, renasce num olhar.
Ninguém tem o direito de se anular porque ama alguém. Ninguém tem que ser outra metade de
ninguém. Ninguém pode ser o espelho de quem quer que seja. Ninguém pode se aprisionar nas garras de um amor, por mais perfeito que este lhe pareça.
Pois o amor é livre, irmão gêmeo da liberdade. Eu te amo porque eu te amo, e nada mais. Pois eu quero ser sempre eu mesmo, ter as minhas escolhas, caminhar os meus caminhos e descaminhos, amar outras pessoas, colher minhas flores e meus espinhos, sorrir quando quiser sorrir , e mesmo chorar quando sentir-me entristecido, sem julgamentos. Nenhum sentimento, nenhum, pode ser julgado por ninguém, nem por nós mesmos. Sentimentos são águas renascidas nas pedreiras do coração onde a alma habita. São a essência de nossas almas, brotando...
Amores condicionados são amores findos. Pois, assim como os pássaros, o amor nasceu para voar livremente e pousar , docemente, onde e quando a alma exigir aquietação e paz.
Amar não significa um olhar para o outro, eternamente. Nem ambos olharem para a mesma direção, infinitamente.Amar é simplesmente dar-se sem exigir nada que não seja o aceitar...o amar.
E o amor é a única coisa que quanto mais se reparte , mais cresce! Como um buraco, quanto mais se tira dele maior e mais profundo fica... Pois o Amor é um enorme buraco em nossos corações, somente preenchido por outro coração que nos ama, incondicionalmente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário