domingo, 12 de dezembro de 2010

Pranteando




Pranteando

nelson antonio ( letrista , em minha própria música )

Quando anoitece lá na mata
Um silêncio nos maltrata
Se a gente está sozinho
Piam tristes os passarinhos
Amuados em seus ninhos
Nossa solidão assistem...


Pirilampos piscando suas luzinhas
Iluminam as veredas
Num vale multicor
Nossos olhos também se alumiam
Lembrando dos velhos dias
Quando era feliz com nosso amor...

O riacho preguiçoso desce a serra
Murmurando saudades dela,
a molhar seus pezinhos em flor...
E a gente sofre uma saudade tão tamanha,
Maior que a baita lua
Nossa dor vai pranteando...
( E a gente sofre uma saudade tão tamanha
Maior que a baita lua
Nossa dor vai pranteando... )

Nenhum comentário:

Postar um comentário