terça-feira, 21 de dezembro de 2010

O beijo


O BEIJO


Nelson Antonio





O beijo se apressa
Pois sabe que depois dele tudo se acerta,
Os corpos, as almas se fundindo em dois lábios.
Contradizendo os sábios,
Afugentando os medos,
Criando nossos segredos
Que gritamos mudos ao mundo desesperados
Pelos nossos olhos vívidos e apaixonados:
Se eu beijei a boca do meu amado
Foi meu coração que se sentiu beijado!
Se eu beijei a boca da minha amada
Foi minha alma que se sentiu beijada!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário