domingo, 12 de dezembro de 2010

Oficialmente mais velho... e daí ?




Oficialmente mais velho... e daí ?

nelson antonio

"A juventude está no espírito" , mentirosa e desencantada frase de quem já
era. A juventude nunca esteve no espírito de ninguém mas na carteira de
identidade.
Não adianta o ridículo do espichamento das peles faciais, a exteriorização
das pálpebras recortadas esbugalhando ou achinezando seus olhos, os pés de
galinha andando à vontade pelo terreiro de sua cara toda, mesmo sob um mar
de cremes importados e de bases sobre bases, seu sorriso espremido que passa
a ser vertical, seus inúmeros dentes postiços de porcelana fincados a
titânio numa gengiva sensível e enrugada que dança sobre o que restou de
seus ossos porosos, seus cabelos quebradiços e ralos que mil penteados
tentam avolumar sem sucesso, a efemeridade do botox e dos implantes de
silicone que deformam sua fisionomia para aquela carazinha ridícula de
Zezé Macedo ou Elza Soares. Ou as celulites e deformidades musculares que o
body não mais consegue esconder. Seu espelho nunca lhe mente. Nem a
consciência de si própria. Estás mais para acolá que pra lá.
A velhice é uma merda! É o fim de tudo...e o começo do nada!!! Época em que
temos tudo nas mãos - carros, propriedades, posição social invejável, família
constituída, alguns netos, bom salário e tranquilidade sócio-financeira,
sabedoria, amigos a bedel - todos os ingredientes para um belo enterro
pois sabemos que não duraremos muito mais que alguns anos para aproveitar
tudo isto. Até aqui enterramos aos montes os nossos parentes e amigos mais
chegados. Agora, já não temos avós, tios, pais, irmãos e amigos mais
velhos. E somos uma destas coisas ancestrais . Mas daqui a pouquinho nós é que sairemos
da fila, muitas vezes como um piscar de olhos. E em apenas 48 horas seremos
esquecidos pela multidão que foi lá nos plantar no jardim dos esquecidos. A
vida continuará para todos e seremos uma mera e pequena plaquinha com um
nome e 2 datas... enquanto alimentamos os famintos necrovermes da terra . E
nossa alma, para quem acredita que chegaremos um dia a habitar o etéreo planeta
Vênus, estará repousando no Reino dos Céus que uma religião qualquer nos
prometeu e duvido que vá cumprir. Pois morreu, fudeu!
Assim, em cada dia morremos mais um pouco.A toda hora. A cada hora ...como
agora.

nelson antonio, médico de almas, naturalista cruelmente realista .
( analfabeto político e religioso )

Nenhum comentário:

Postar um comentário