terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Poeminha barato, como bijuteria





Poeminha barato, como bijuteria

nelson antonio



Minha menininha de ouro
Tão simples no jeitinho de ser!
Quando eu caio mortinho de sono
Adoro sonhar com você!!!

Gostar de você é profano,
Mesmo que a gente viva ao léu.
Prefiro lembrar-te ... e como !
Me lembra uma anjinha do Céu!

Sinto-me em tolos desvarios
Quando anseio em lhe abraçar,
E nos amarmos em loucos delírios!

Mas Senhorinha, muito matreira,
Esconde-se longe altaneira
E nem um olhar lhe posso lançar!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário