domingo, 12 de dezembro de 2010

AMO DEUS...


AMO DEUS...
Nelson Antonio
(Nelsonantonio: pintura a óleo )


Amo Deus muito mais do que amo a mim próprio...e à minha pobre Medicina Social.
Deus se faz presente em minha vida diariamente, através das criancinhas que morrem nos meus Postos de Saúde,
dos jovens favelados que são fuzilados e fuzilam jovens policiais todos os dias nos noticiários dos jornais,
dos aidéticos e dos doentes terminais desassistidos , dos carentes de transplantes de órgãos vitais , dos presos enjaulados como animais prostituídos pela fome do pão roubado,
das mamães gestantes que sangram até morrer nas maternidades públicas e das grávidas adolescentes de 13 anos estrupadas por um pedaço de pão,
dos cancerosos que mendigam um mísero mililitro de analgésico ou um AAS para aplacar a sua dor lancinante,
da agonia dos pais vendo seus filhos se drogarem e morrerem a seus olhos nos esconderijos chamados lares, adotados por traficantes devido a pais abandônicos,
das dezenas de anciãos que suicidam semanalmente por solidão e abandono...
dos deprimidos ante a indiferença e desamor do mundo à sua vida, à sua volta...

Amo Deus quando vejo impunes Padres e Pastores pedófilos dilacerarem os ânus de seus pequeninos e incondicionais seguidores inocentes,
quando vejo famílias inteiras serem dizimadas pela fome e pela carência de meios de subsistência enquanto algumas dezenas de privilegiados estouram as Bolsas de Valores com suas ações multinacionais supervalorizadas,
quanto vejo templos religiosos suntuosos e , ao seu redor, a mendicância morrendo de inanição,
quando vejo os políticos roubando a dignidade e honra de sua pátria-mãe em vez de defendê-las, quando passeio meus olhos pela Vida e sinto a vitória da Morte em cada dobrar de esquina...em cada corpo insepulto e jogado pelas sarjetas da vida à própria sorte.

Amo Deus quando a miséria afetiva dilacera o coração dos que suplicam um pouco de atenção e carinho.

Amo Deus quando o meu pneumônico Brasil veste um fino tecido social esgarçado e corrompido pelas desigualdades , pelo preconceito e pela omissão gratuita.

Amo Deus porque eu sei que Ele não tem nada com isto e, injustamente o acusamos pelos erros da humanidade e Ele, resignado e silenciosamente, aceita como mais uma lancetada no coração de Seu Filho agonizante na Santa Cruz... pois só aos deuses é concedido o direito de sofrer calado e não revidar às atrocidades que cometemos em seu santo nome! E em Seu mundo... perfeito de imperfeições.

Pois Deus é, apesar de tudo, o AMOR!

Um Amor que não se enjaula e se escraviza num livro chamado Bíblia mas, sim, num livro de liberdade espontânea individual chamado Fé.

Acho que só Deus é capaz de entender o meu Amor a Ele, às Suas criaturas e ao Seu Universo!!! E o quanto eu me sinto pequeno e sem forças diante de tudo isto que chamamos de Destino! E alguns hipócritas chamam de DEUS!

Como se Ele fosse o algoz e não, o Salvador.

Como se Deus fosse a criatura... e não, o Criador!

Angustiadamente,
Nelson Antonio
( o único ateu( pela Razão )que crê verdadeiramente em DEUS!(pelo coração )

Nenhum comentário:

Postar um comentário